• Marlia Bosques-Martínez

Pensando em Pós-Graduação? Top 6 Dicas para uma

Traduzido por: Kézia Reis

Você pode encontrar esse artigo em inglês aqui.


Pensar no que pode acontecer no futuro pode ser assustador e muito estressante para quase qualquer um. Decidir ir ou não para a pós-graduação não é uma decisão fácil. No entanto, depois de escolher embarcar nessa jornada, há certos passos que recomendo que você siga para que o processo seja mais suave e menos estressante.



1. Comece cedo


A maioria dos prazos para iniciar a pós-graduação no semestre de outono é durante Dezembro do ano anterior ou Janeiro do ano planejado para começar. Preparar-se para o processo de inscrição no verão te ajudará a organizar suas tarefas e pesquisas para possíveis universidades, programas e orientadores.

 




Prepare-se para o GRE


Sua primeira etapa pode ser a preparação para o GRE, ou outros testes padronizados que você precisará para seu programa específico, ou ambos. Existem várias maneiras de estudar para este exame tedioso, como fazer uma aula de preparação para o teste, utilizar livros de estudo prático, fazer um teste prático (ou três) e até mesmo ouvir um podcast para praticar o vocabulário!


Lembre-se, não supervalorize os exames de teste padronizados. Sua pontuação no GRE não é o único meio de julgar sua aplicação; sua declaração pessoal, experiência de trabalho e recomendações geralmente têm mais peso.



Escolha sua área de especialização


Há muitos aspectos a se considerar no momento de se inscrever em um programa de pós-graduação. Primeiro, defina quais são suas áreas de interesse e seus objetivos a longo prazo. Saber qual poderá ser o resultado de sua carreira te ajudará a decidir qual especialização e qual corpo docente deseja. Suas aspirações a longo prazo também te ajudarão a determinar se você deve se inscrever para um programa de mestrado ou doutorado. Se você decidir que fazer um doutorado te ajudará a atingir seus objetivos, obter primeiro um mestrado pode te ajudar a desenvolver as habilidades e maturidade que você precisa para um programa de doutorado. Ao procurar um programa de pós-graduação, procure pesquisadores cuja área de pesquisa se alinha com o seu interesse.


Entre em contato com pesquisadores de seu interesse


Depois de decidir qual pesquisador você está interessado, envie um e-mail para expressar seu interesse no laboratório deles. O corpo docente recebe vários e-mails durante o dia, portanto, seu e-mail deve ser profissional e conciso. Seu e-mail deve incluir o motivo do seu interesse, questionar se eles estão aceitando alunos em seus laboratórios e solicitar uma reunião online ou pessoalmente. Anexar seu currículo também ajudará o professor a conhecer sobre suas experiências e habilidades.


2.    Faça um cronograma


Depois de receber a confirmação de possíveis orientadores e decidir em quais universidades você irá se inscrever, faça uma lista com os prazos para cada requisito das aplicações. Escolha uma ferramenta organizacional que melhor se adapte ao seu estilo, como um aplicativo de gerenciamento de tempo ou uma agenda. Outra ideia seria criar um documento dividido em seções dos diferentes componentes necessários para a aplicação. Seja qual for a ferramenta que você usar, ela te ajudará a acompanhar o seu progresso e as tarefas que você precisa realizar. A melhor maneira de tornar esse processo menos complicado é dividir as tarefas maiores em tarefas menores que você pode concluir semanalmente. Em vez de tirar um dia inteiro para estudar para o GRE, divida seus estudos em sessões de meia hora ou uma hora durante a semana.

 

3.    Obtenha fortes cartas de recomendação


Outra coisa que você deve começar a trabalhar cedo são suas cartas de recomendação. Os professores estão ocupados e tendem a esquecer de escrever sua carta ou submetê-las perto do prazo, então pedir com antecedência torna tudo mais fácil para ambos. Pergunte a um professor com quem você trabalhou fora da sala de aula, em pesquisas ou atividades de liderança. Ao escolher uma referência que sabe que você é um bom aluno, você estará garantindo um forte impacto em sua aplicação, e isso refletirá suas habilidades únicas e valor profissional.


Você pode começar enviando um e-mail ao professor para solicitar um encontro presencial (vídeo-chamada se for de outra universidade). Em sua reunião, deixe claro por que deseja que eles escrevam uma carta de recomendação e que saibam quais são suas aspirações de carreira. Uma cópia da sua declaração pessoal e do seu currículo os ajudará a ter uma ideia melhor de como redigir a carta de recomendação. Quando os prazos estiverem próximos, certifique-se de enviar lembretes amigáveis. Assim que enviarem, envie um e-mail de agradecimento e mantenha-os atualizados.



4.    Prepare-se para as entrevistas com possíveis orientadores


Faça sua pesquisa e ensaie perguntas comuns de antemão. Você pode até praticar com um amigo. Existem vários recursos online que podem te ajudar a se preparar. Além disso, diferentes universidades têm diferentes maneiras de entrevistar. Algumas entrevistas são por vídeo-chamadas informais e algumas requerem uma visita à universidade e conversas com vários professores e alunos de pós-graduação. Saber o que esperar te ajudará a se sair bem na entrevista.



Outro componente essencial da entrevista é preparar perguntas a serem feitas ao seu possível orientador. Esta preparação mostra que você fez sua pesquisa e sabe o que quer.


Algumas perguntas críticas que você deve fazer:

  • Qual é a sua situação em relação a fundos para pesquisa?

  • Existem bolsas ou estágios disponíveis?

  • Como você descreveria seu relacionamento com seus alunos de pós-graduação

  • Com que frequência você se reúne com alunos de pós-graduação para acompanhar seu progresso?

  • Quais são suas expectativas em relação aos seus alunos de pós-graduação?

  • Qual é a flexibilidade do aluno nos cursos e nas ideias para pesquisa?


5.   O orientador é a prioridade


Ter um bom relacionamento e comunicação com seu orientador é essencial para uma jornada saudável na pós-graduação. Além de conhecer seu possível orientador por meio de sua entrevista, é igualmente fundamental perguntar a outros alunos de pós-graduação sobre as experiências deles com aquele determinado professor. Os alunos de pós-graduação geralmente são sinceros e prestativos e fornecerão a você as informações necessárias para tomar a decisão certa. Uma pessoa com grande reputação pode parecer boa no papel, mas isso não significa necessariamente que seria uma boa opção para você. O mais importante é um ambiente não tóxico e solidário.


Certifique-se de discutir qual será o seu possível projeto e quanta flexibilidade você tem para fornecer suas contribuições e ideias. Na maioria dos campos de ciências agrícolas, as mensalidades são pagas por seu corpo docente ou programa e você recebe uma bolsa de estudos. Converse sobre a situação dos fundos para pesquisa de seu potencial orientador para garantir sua estabilidade financeira.


No entanto, você também deve considerar outros fatores que podem afetar sua produtividade - por exemplo, localização, clima, disponibilidade de recursos de saúde física e mental, etc. Você pode encontrar o projeto e orientador perfeitos, mas deve pensar nas pequenas coisas que são importantes que afetam a vida cotidiana e, eventualmente, afetam sua produtividade e saúde mental.


6.    Crie uma declaração pessoal que se destaque


Embora seu GPA e GRE sejam componentes essenciais para sua inscrição, sua declaração pessoal é o que o te destacará e fará com que os pesquisadores realmente te conheçam. O objetivo de sua declaração pessoal é mostrar sua paixão, objetivos e experiências por meio de sua história, portanto, certifique-se de enquadrar sua jornada e compartilhar sua visão. Comece lendo diferentes declarações pessoais de diferentes áreas para ter uma ideia da estrutura e partes da declaração.


Depois de começar a escrever, certifique-se de incluir:

  • O que o torna uma excelente opção para o programa?

  • Por que você escolheu se candidatar a essa universidade?

  • Experiências que você teve além da sala de aula e quais habilidades você adquiriu (incluindo, mas não se limitando à pesquisa).

  • Quais são seus objetivos e motivação?


Em seguida, comece a escrever vários rascunhos e trabalhe neles durante algumas semanas. Depois de ajustar sua declaração, envie-a para várias pessoas para revisão e edição. Não posso enfatizar o suficiente o quanto o feedback é vital. Envie-a para familiares, professores que você confia, amigos de diferentes áreas de especialização e use os recursos de escrita disponíveis em sua universidade ou comunidade. Cada pessoa fornecerá uma sugestão única e te ajudará a melhorar sua declaração até que ela seja espetacular.


Inscrever-se para a pós-graduação é uma experiência cansativa e estressante. No entanto, seguir essas dicas e ter confiança será vital para tornar o processo mais fácil.


Lembre-se sempre de que você não está sozinho e que não há problema em pedir ajuda.


Você consegue!

2 views0 comments