• Patricia Marie Cordero Irizarry

COMPRE LOCALMENTE: Por você, sua comunidade e o mundo

Traduzido por: Kézia Reis

Você pode encontrar esse artigo em inglês e espanol.


Você já se perguntou como pode reduzir o impacto ambiental e, ao mesmo tempo, contribuir para o bem-estar da sua comunidade? Então você veio ao lugar certo! Para isso, comece comprando produtos locais cultivados bem ao seu lado, por seus vizinhos! Hoje em dia estamos todos preocupados com as mudanças climáticas e como a economia global contribui para isso, e sentimos que o problema é grande demais para resolvermos. É aí que estamos errados. Se todos nós contribuirmos como uma comunidade, teremos o poder de fazer grandes mudanças positivas. Só temos que nos comprometer com isso, e um ótimo começo é comprando produtos locais.


O que são alimentos locais?


Ilustrador: Ruohan Wang

A Biblioteca Nacional de Agricultura do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) define alimentos locais "como a comercialização direta ou intermediária de alimentos aos consumidores que são produzidos e distribuídos em uma área geográfica limitada". Em palavras mais simples, é o alimento que é cultivado ou produzido, processado e, em seguida, vendido dentro de uma determinada área (Chait, 2019). Estes são alguns dos produtos que você pode comprar localmente:

● Frutas e vegetais ●

● Leite ●

● Ovos, carne e peixe ●

● Ervas ●

● Flores ●


Por que devemos escolher produtos locais?


1. Menor distância de transporte = menos impacto ambiental

Ilustradora: Susie Hammer (@susie_hammer)

Alguns dos alimentos que comemos viajam meio mundo antes de chegarem ao nosso prato. Isso é prejudicial ao meio ambiente porque significa que combustíveis fósseis foram consumidos por avião, barco, trem ou caminhão. O Departamento de Energia define os combustíveis fósseis como "recursos não renováveis ​​que se formaram quando plantas e animais pré-históricos morreram e foram enterrados por camadas de rocha". Eles são queimados para gerar energia, sendo uma fonte primária de energia para o setor de transportes; entretanto, sendo uma das principais fontes de poluição do aquecimento global, de acordo com a Union of Concerned Scientists. Da próxima vez que você comer algo, pense em quanto esse produto viajou para chegar até suas mãos. Seu alimento pode estar causando o aquecimento global!


2. Quanto mais perto, mais fresco

Ilustradora: Marcella Kriebel

Quanto menor a distância percorrida pelo seu alimento, mais fresco ele será, pois passará menos tempo na estrada, no mar ou no céu. Você pode comer um morango que estava nas plantas algumas horas atrás. Melhor ainda, se você visitar uma fazenda local, poderá comer morangos diretamente da planta! Isso sim é um alimento fresco!


3. Melhor para sua saúde

Imagem obtida de sunwarrior.com, artista desconhecido

A maioria dos pequenos agricultores usa pequenas doses de pesticidas, enquanto outros evitam esses produtos. Este pode ser um fator que reduz a probabilidade de resíduos tóxicos e contaminantes nas plantações, o que significa que eles não entrarão em seu corpo quando você consumir os alimentos. Outro benefício importante para a saúde é que a maioria dos produtos locais não contém conservantes. Conservantes são substâncias que são adicionadas aos produtos para atrasar ou prevenir o crescimento de microorganismos e, portanto, a decomposição do alimento. Uma vez que os alimentos locais não viajam para longe e são vendidos perto de sua origem, os conservantes não são necessários para manter a qualidade dos alimentos.


4. Menos embalagem = menos plástico

Ilustradora: Vera Villanueva

Sejamos sinceros, o plástico está dominando o mundo. Laura Parker, da National Geographic, cita a Dra. Jenna Jambeck da University of Georgia, que afirma que "cerca de 9 milhões de toneladas de resíduos plásticos fluem para os oceanos todos os anos nas regiões costeiras". Podemos reduzir isso se optarmos por comprar produtos locais e produtos não embalados. Esqueça a sacola plástica de uma vez por todas e use sacolas de pano para suas compras. A vida selvagem marinha agradece.


5. Dê um rosto a sua comida!


Illustrator: Jan Farara

Encontrar os fazendeiros locais irá te ajudar a entender as lutas da vida agrícola e como devemos ser gratos pelo trabalho que eles fazem todos os dias. Saber a origem de seus alimentos e das pessoas que trabalham na terra que os produz nos ajudará a aprender sobre o processo. Você perceberá que nem tudo acontece longe. Você se tornará consciente sobre as etapas da produção, do trabalho árduo que os agricultores colocam e, o mais importante, você saberá exatamente de onde vem sua comida. Desta forma, você encontrará membros de sua comunidade e isso irá te encorajar a manter e apoiar sua comunidade. À medida que compramos produtos locais, também mantemos um fluxo de dinheiro local. Imagine só, as cenouras que você compra hoje podem ajudar a financiar a educação dos filhos do seu vizinho. Na minha opinião, isso é melhor do que encher os bolsos de um diretor executivo desconhecido.


6. Apoie a diversidade alimentar

Obtido de pinterest.com, autor desconhecido.

Todos nós sabemos que comer apenas um tipo de alimento não é saudável. Para obter todos os nutrientes, vitaminas e minerais que precisamos para funcionar adequadamente, precisamos consumir uma variedade de alimentos. Como a produção local é sazonal, você não comerá a mesma coisa o ano todo. Alguns agricultores locais tendem a cultivar variedades diferentes das que estamos acostumados a ver nos supermercados. Isso promove a diversidade genética nos alimentos e, quanto maior for, maior será a oportunidade de resiliência às mudanças climáticas futuras (Lynch, 2016). Mais uma arma que podemos usar para combater as mudanças climáticas e ajudar a melhorar a saúde do nosso planeta.



Onde podemos comprar alimentos locais?

Ilustradora: Kelsey Wroten (@jukeboxcomix)

● Mercearias


● Feiras


● Eventos locais


● Fazendas locais


● Pergunte aos membros da sua comunidade


● Cultive você mesmo!




Compre local para um mundo melhor

Ilustradora: Monica Ramos

Não se trata apenas de comprar produtos locais, é questão de apoiar as empresas locais, ajudando seus vizinhos, reduzindo o impacto ambiental, mantendo o fluxo de dinheiro em sua comunidade, reduzindo o processamento e embalagem, reduzindo o desperdício de combustível e, o mais importante, ser responsável e um membro ativo em sua comunidade. Grandes mudanças começam com pequenos passos. Juntos, podemos criar um mundo melhor para se viver. Afinal, todos nós compartilhamos a mesma casa.


Vamos continuar prosperando!


Sobre Patricia:

“À medida que me tornei mais consciente do meu entorno, percebi a gravidade da questão da segurança alimentar em Porto Rico e dos efeitos negativos que a agricultura tem sobre o meio ambiente. Isso me incentivou a seguir uma carreira agrícola e meu primeiro passo foi obter o bacharelado em Proteção de Cultivos pela Universidade de Porto Rico. No outono de 2019, iniciarei meu mestrado em Meio Ambiente e Recursos Naturais, com especialização em Ciência do Solo na Universidade Estadual de Ohio. Orientado pelo Dr. Rattan Lal, a pesquisa será focada na dinâmica da matéria orgânica do solo em plantações de abacate. Em última análise, pretendo colaborar com a indústria agrícola para implementar práticas sustentáveis ​​e agroecológicas que melhorem a saúde do meio ambiente e maximizem a produção dos agricultores. Ao longo do caminho, espero capacitar outros para atingir seu pleno potencial, bem como incentivá-los a fazer parte das soluções dos problemas que ameaçam a sobrevivência do planeta.


E-mail: corderoirizarry.1@buckeyemail.osu.edu


Referências

Arrowquip.Top Benefits of buying locally grown food. Animal Science. June 6, 2017. https://arrowquip.com/blog/animal-science/top-benefits-buying-locally-grown-food.

Chait, Jennifer. Locally Grown Food. The Balance Small Business. January 18, 2019. https://www.thebalancesmb.com/what-does-locally-grown-really-mean-2538258.

Department of Energy. Fossil. https://www.energy.gov/science-innovation/energy-sources/fossil.

Lynch, Abigail.Why is genetic diversity important?April 26, 2016.https://www.usgs.gov/center-news/why-genetic-diversity-important.

National Agriculture Library. United States Department of Agriculture. https://www.nal.usda.gov/aglaw/local-foods#quicktabs-aglaw_pathfinder=1.

Parker, Laura. Fast facts about plastic pollution. National Geographic. December 20, 2018. https://news.nationalgeographic.com/2018/05/plastics-facts-infographics-ocean-pollution/

Union of Concerned Scientists. The hidden costs of fossil fuels.August 30, 2016. https://www.ucsusa.org/clean-energy/coal-and-other-fossil-fuels/hidden-cost-of-fossils.

1 view0 comments