• noelymargonzalez

10 coisas que aprendi durante meu programa de mestrado

Um programa de mestrado é muito diferente da graduação. Por exemplo, a maioria dos programas de graduação concentram-se nas disciplinas, enquanto os programas de pós-graduação concentram-se no desenvolvimento de um projeto (ou projetos). Portanto, as responsabilidades são maiores nos programas de pós-graduação, uma vez que o aluno tem que estudar, planejar, desenvolver, analisar e escrever o(s) projeto(s) durante o período de aulas e, às vezes, também trabalhando como pesquisador ou professor assistente. Essas coisas podem tornar a pós-graduação uma experiência difícil e desafiadora. Embora eu fizesse parte de um laboratório onde eu recebia apoio, existem algumas coisas que eu gostaria que eu soubesse quando fiz a transição da graduação para a pós-graduação. Agora que terminei meu mestrado em Ciências do Solo, sinto que compartilhar minha experiência pode ajudar outras pessoas, que estão começando em breve ou que já estão na pós-graduação, a ter uma transição mais tranquila. Aqui estão algumas lições valiosas que aprendi durante esse longo processo de aprendizado que podem te ajudar a se preparar para a pós-graduação.



1. ORGANIZAÇÃO e DISCIPLINA são essenciais para ter sucesso

Imagem: https://www.heidiswapp.com

Planeje seu trabalho com antecedência. Adquira uma agenda e revise/atualize sua agenda todos os dias, use o calendário do seu telefone ou e-mail, adicione lembretes. Assuma o controle de seu trabalho e suas responsabilidades, seu progresso dependerá principalmente de você. Anote tudo! Não importa o quão insignificante as coisas pareçam, elas podem ser úteis no futuro (especialmente no processo de análise e escrita), e você provavelmente esquecerá as coisas depois de algumas semanas. Certifique-se de que seja feito backup de todo seu trabalho ou que seja sincronizado em algum sistema de nuvem.


Siga uma rotina diária. Determine os horários que funcionam melhor para você e designe específicos horários de trabalho e horário pessoal. Por exemplo, designei meu tempo de escrita e leitura para as manhãs ou noites, o trabalho de laboratório para a tarde e meu tempo pessoal para as noites. Um amigo meu também recomendou sempre fazer a tarefa mais difícil primeiro, e isso o ajudou a ser mais produtivo. Mais importante ainda, conheça a si mesmo e os horários que funcionam melhor para você. Tente ser o mais produtivo possível no trabalho, para que possa desfrutar do seu tempo pessoal sem arrependimentos.

2. Comece a ler e escrever o quanto antes!



Nunca é muito cedo para começar a ler e escrever. Desenvolva sua revisão de literatura, proposta e introdução(ões) durante o início do programa. A escrita científica foi muito mais difícil do que eu esperava. Deixei a escrita para o final, e isso foi um grande erro. Escrever leva tempo, paciência e muita edição.

Utilize os recursos disponibilizados pela sua universidade; por exemplo, a biblioteca e o centro de escrita. Encontre um grupo de apoio para escrever. Para mim, foi útil ter reuniões de redação com uma amiga que também estava escrevendo sua tese. Nessas reuniões, reservávamos tempo para escrever e fazer pequenos intervalos, e frequentemente revisávamos o trabalho uma do outra.


3. Faça amigos! Construa seu sistema de apoio

Imagem: https://www.sierravistaaz.gov

Não subestime o poder da amizade, amigos podem te ajudar nos momentos mais difíceis. Além disso, não é uma competição, construa um grupo de colegas saudáveis ​​e de apoio. Alimente seu sistema de apoio. É muito fácil se perder no trabalho, por isso é vital manter os relacionamentos ajudando e dedicando tempo um ao outro.



4. A síndrome do impostor é REAL!

Imagem: https://dynamicecology.wordpress.com/

A síndrome do impostor é caracterizada por uma dúvida constante de que não você conquistou realmente suas realizações, embora isso não seja verdade. O sentimento pode ser forte e destrutivo. A pós-graduação é um processo de aprendizagem, é normal não saber tudo e ser imperfeito. Não se compare com os outros, siga seu próprio ritmo, somos todos diferentes. Muitas pessoas lutam contra a síndrome do impostor em silêncio, não importa o quão evoluídas elas pareçam, então seja sempre gentil. Acredite em si mesmo, há um motivo pelo qual você entrou no programa, e esse motivo é que você é bom o suficiente e merece estar lá. Faça o seu melhor, isso é o suficiente. Aqui está um excelente recurso sobre a síndrome do impostor.


5. Encontre um ou mais hobbies que te distraiam do trabalho

Imagem: https://www.grandcentralfloral.com

Descansar é essencial para sua saúde. Encontre um hobby que te desconecte do estresse diário do trabalho. Por exemplo, algumas pessoas gostam de fazer caminhadas, outras passeiam com o animal de estimação e/ou amigos, outras praticam exercícios físicos, assistem séries, pintam, etc. Faça algo diferente e divirta-se sem culpa.


6. RESERVE tempo para as coisas que você gosta

Imagem: https://www.elegantthemes.com

É alarmante ver tantos alunos de pós-graduação trabalhando em excesso, esgotados e prejudicando sua saúde mental e física. Na WAGS, acreditamos que essa é uma cultura acadêmica tóxica que precisa chegar ao fim. Aprendi a ser rigorosa com meu tempo pessoal, não é saudável trabalhar o tempo todo, todos os dias. Encontre tempo para tomar uns drinks com seus amigos, por exemplo, ou vá aquele show que você está querendo ir. Tire um dia de folga durante a semana, não somos robôs!


7. Faça todas as perguntas que puder


Imagem: https://askabiologist.asu.edu

NÃO existem perguntas idiotas. Não presuma, pergunte e obtenha a resposta exata, seja curioso.



8. Tudo bem pedir ajuda

Imagem: https://www.abelhr.com

Ei, nós não somos perfeitos e não sabemos tudo, tudo bem pedir ajuda! Também é muito importante ajudar os outros.


9. O autocuidado é ESSENCIAL

Imagem: https://www.mindful.org

A sua saúde mental é tão importante quanto sua saúde física, não tenha medo de ir à terapia, na verdade isso é muito útil. Além disso, algumas pessoas recomendam meditação para melhorar a saúde mental. Não se esqueça de se alimentar de forma saudável e se exercitar e cuidar da saúde física, você se agradecerá a si mesmo mais tarde.

DURMA!!! Muitos estudos sugerem de 7 a 8 horas de sono, mas na verdade, durma o quanto for necessário para se sentir bem. Conheça o seu próprio corpo, dê ao seu corpo o descanso que ele merece. Você trabalha duro, seja gentil com seu corpo.


10. Comemore todas as suas realizações e não leve as falhas para o lado pessoal


Imagem: https://www.hot105fm.com

Não importa o quão pequenas sejam essas realizações, comemore, você conseguiu! Você terminou um experimento, comemore! Você tem uma bolsa, comemore! Você foi aprovado nas disciplinas, comemore! Todos os pequenos e grandes passos merecem ser comemorados. Por que não? É divertido!

Por outro lado, se você teve um artigo rejeitado ou um experimento falhou, tudo bem, faz parte do processo de aprendizagem. Não seja duro consigo mesmo, não somos perfeitos, você vai acertar em outro momento.


Este artigo foi traduzido pela colaboradora de WAGS, Kézia Reis.

Você pode encontrar esse artigo em inglês aqui.

9 views0 comments

Recent Posts

See All